Translate

7 de Outubro de 2012

MONUMENTOS DE VILA DO CONDE







Bem vindos à nova rubrica do ''O BLOG DO CASQUEIRINHA''.

Em todos os Domingos vamos apresentar 4 monumentos importantes de Vila do Conde!


Vamos então  começar por uma das mais
importantes e a mais antiga de Vila do Conde:

CAPELA DE NOSSA SENHORA DA GUIA













Acesso: Avenida Marquês Sá da Bandeira, Vila do Conde 

Proteção: Imóvel de Interesse Público, Dec. nº 28/82, DR 47 de 26 fevereiro 1982

Coordenadas GPS: 41º 20' 20.56" N; 8º 44' 58.42" W


Provavelmente esta ermida já existiria em 953, sendo referenciada, em 1059, no inventário dos bens pertencentes ao Mosteiro de Guimarães, mas designada como ermida de S. Julião. Para além da utilização de índole religiosa, a ermida funcionou, inicialmente, como ponto de apoio para defesa da barra. 
De planta composta irregular, apresenta no seu interior belos azulejos dos séculos XVII e XVIII e tetos apainelados em caixotões decorados com cenas bíblicas ou figuras de santos. 



                                                                                        


CAPELA DE NOSSA SENHORA DO SOCORRO


Acesso: Rua do Socorro, Vila do Conde

Proteção: Imóvel de Interesse Público, Dec. nº 95/78, DR 210 de 12 Setembro 1978

Coordenadas GPS: 41º 20' 57.53" N; 8º 44' 38.29" W

Implantada sob um maciço rochoso sobranceiro ao rio Ave, a Capela de N.ª Sr.ª do Socorro apresenta uma arquitetura peculiar, com uma planta quadrada, coberta por uma abóbada. Destaque para a decoração interior de belíssimos azulejos do século XVIII, representativos da vida de Cristo, bem como para o retábulo de estilo rococó. 
Foi mandada construir por Gaspar Manuel, cavaleiro professo da Ordem de Cristo e piloto-mor das carreiras da Índia, China e Japão e por sua mulher Bárbara Ferreira de Almeida, que aí se encontram enterrados. 






CAPELA DE SANTA CATARINA



Acesso: Largo de Santa Catarina, Vila do Conde

Coordenadas GPS: 41º 21' 24.84" N; 8º 44' 47.01" W 

Pequena ermida de planta retangular com um alpendre virado a Sul e a Oeste, é uma das mais antigas de Vila do Conde, talvez do século XV. Segundo a tradição, Antero de Quental passava as tardes no alpendre desta capela. O seu exterior é muito simples, com uma porta ogival e campanário a rematar a fachada principal. No interior, possui retábulos de talha, o principal em estilo português, e dois na nave, neoclássicos.






MOSTEIRO DE S.JUDAS TADEU E S.SIMÃO DA JUNQUEIRA



 Acesso: Adro do Reverendo Padre Adélio, Junqueira, Vila do Conde 


Proteção: Imóvel de Interesse Público, Desp. fevereiro 1975

Coordenadas GPS: 41º 22' 50.77" N; 8º 40' 39.77" W

A fundação do Mosteiro de S. Simão e S. Judas Tadeu da Junqueira, por D. Areas, Arcediago da Sé de Braga decorreu no século XI, sendo que data de 1084 o documento que contém a referência autêntica mais antiga do Mosteiro de S. Simão da Junqueira, uma carta de doação.

Em 1181, D. Afonso Henriques conferiu a Carta de Couto ao Mosteiro da Junqueira.
Em 1516, com a morte do prior D. João Gonçalves, S. Simão da Junqueira passou para a posse de comendatários, que eram vitalícios e não só clérigos seculares mas até fidalgos leigos, donde resultou, por um lado, a ruína do património do Convento, por outro, o relaxamento da observância regular do espírito monástico.

Em 1687, deu-se a edificação da Igreja dedicada a S. Simão e S. Judas Tadeu e, em 1770, o convento foi extinto por Breve de Clemente XIV; A Igreja apresenta planta em cruz latina com duas torres sineiras simetricamente integradas na fachada;
No século XVIII, com a partida dos monges, o edifício passou a propriedade particular, sendo usada como casa solarenga. Centrada na planta do edifício em U, a casa apresenta-se reconstruída em redor do antigo claustro do convento num barroco convencional. O claustro apresenta um desenho respeitante da lógica dos restantes espaços exteriores.





______________________________________''  ''  ________________________________


VOLTAMOS DOMINGO PARA O SEGUNDO PROGRAMA!

MUITO OBRIGADA!













Sem comentários:

Enviar um comentário